PRODUTORES DE LARANJA PARTICIPAM DE AUDIÊNCIA PÚBLICA NO MPT PARA OBTER INFORMAÇÕES TRABALHISTAS

Na manhã desta segunda feira, 11, foi realizada no Ministério Público do Trabalho em Sergipe (MPT-SE) uma audiência pública com produtores rurais na área da citricultura. Vivenciando diariamente as dificuldades, eles procuraram receber orientações do MPT sobre como devem agir e se organizar para solucionar as suas questões, principalmente no que se refere a contratação de mão de obra.

A audiência foi presidida pelo procurador do Trabalho Manoel Adroaldo Bispo e contou com a participação do secretário de assalariados rurais da Federação de Trabalhadores na Agricultura de Sergipe (FETASE), Nunes Alexandre, além de cerca de dez produtores de laranja das cidades de Boquim, Itabaianinha, Estância e Cristinápolis. A Federação de Agricultura do Estado de Sergipe (FAESE), que também foi convidada a participar, não compareceu.

Uma nova reunião foi proposta para a manhã do dia 26 de julho, na cidade de Boquim. Até lá, a partir das orientações fornecidas pelo MPT, eles irão buscar a adesão de outros produtores e analisar a possibilidade da criação de cooperativa de Produtores de Laranja ou a formação de um Consórcio de Empregadores Rurais que os represente.

Além disso, como parte da iniciativa do Projeto para solucionar os problemas referentes a atividade rural no estado, uma parceria entre o MPT, a Secretaria de Estado da Saúde (SES), Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Sergipe (FETASE), Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST), Instituto Federal de Sergipe (IFS), Fundacentro, Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE), Univesidade Federal de Sergipe, dentre outras instituições, será realizado a partir do mês de julho o mapeamento das atividades relacionadas a citricultura, a exemplo do que já foi feito com a cana-de-açúcar, observando os problemas e irregularidades em todas as fases da cadeia produtiva.

Imprimir